quarta-feira, 5 de maio de 2010

VERSOS LIVRES # 04

Neste blog estou disponibilizando todas as edições do fanzine Versos Livres, editado em Guarulhos, São Paulo, cujo objetivo é a divulgação de poesias. Versos Livres é uma publicação alternativa, de participação e distribuição gratuitas, de periodicidade inconstante. Contato: Touché – touche.sp@uol.com.br . Na postagem de hoje, mais alguns textos publicados no Versos Livres nº 04.

VERSOS LIVRES nº 04

VERSOSLIVRES 4 
BOCAS

Luiz de Aquino

Não posso te ver sem que a boca
Por inteira se excite para beijos
Incontáveis

Mais que os lábios acariciantes
E a saliva que me sacia..
Mais que a língua suave e quente.
A passear com intimidade
junto à minha : O beijo
é a cópula de nossas almas
Singelas e gêmeas

O goiano Luiz de Aquino tem diversos livros publicados e é citado em alguns sites e blogs da Internet.

-

FRAGMENTO

Edinaldo Couto

Eu sempre fiz da vida um poema.
E do poema sempre fiz minha oração
Eu fiz da oração uma poesia.
E da poesia fiz também minha oração.

Eu sei dizer muitas frases bonitas,
sei amar em todas as dimensões.
Para os que me amam evidentemente,
Do primeiro ao derradeiro
eu faço versos de poeta apaixonado

Eu canto um mundo profético
De um futuro novo e cheio de esperança
Porque creio que ele virá
Um dia, não sei quando
Mas sei que virá .

E neste dia, recitarei alto e bom som
Meu poema que virou oração

Esse é um trecho do poema “Minha Oração”, do poeta e professor guarulhense Edinaldo Couto. Edinaldo foi importante no movimento cultural guarulhense, no sentido em que trouxe para a cidade, juntamente com Castelo Hannsen, os saraus literários que freqüentavam na cidade de Mauá. O projeto que prevalece até hoje com o nome de Encontro de Poetas, foi desenvolvido por Edinaldo , juntamente com o grupo Letra Viva ,com o nome de Recital de Poesia ,na Biblioteca Monteiro Lobato, de Guarulhos.

-

birds

ANO DOIS MIL

Emerson

Lá vão os passarinhos
Sacode a poeira e arregace as mangas,
é hora de aprender a acordar,
lembrando as oportunidades que tivemos
Agora, porque não fazer o amanhã ?

Sabei que a noite antecede a aurora ?
Porque não sermos a mãe da aurora ?

Seu civil, ajude um soldado !
Seu soldado, ajude um civil !

E todos os povos vão se movimentando pela Internet.
Tal a globalização . Tal o novo sistema pós moderno
Aqui temos abacaxi e Carmem Miranda. Tudo é oferta!

Tarcísio Meira em O tempo E o Vento.
Francisco Cuoco e Glória Pires.
E navego em teus pensamentos que ainda são livres e bonitos...

Mas é na quietude de um sebo que conheço a imortalidade
E a calma dos gigantes vultos ergazes e vorazes
É a terapia do conhecimento
Que não é vento, mas Nirvana

Porque não nos movemos e damos uma chance aos mortais
Aos verdadeiros seres humanos ?

Sou o poeta do Século XXI
Nada mais me assusta
Nada mais me deixa confuso
Leio Nostradamus e fico pensando se não deixo o pessimismo de lado
E não volto ao otimismo que é uma graça puramente divina
inerente ao que vive

E aí vem Carlos Drummond e até Machado de Assis
Consolar meu coração
E peço a Deus mais paciência e mais compaixão

Emerson é da cidade de Cubatão, do Estado de São Paulo. Além desses poemas contemporâneos, Emerson me enviou alguns textos esotéricos e esses basicamente, eram os temas em nosso intercâmbio postal.


A M O S T R A  G R Á T I S

Essa coluna do fanzine é dedicada a divulgação de trechos dos livros que recebo.

“Venho de todas as partes
Para todas as partes vou
Arte sou eu entre as artes
Nas montanhas, monte sou
Eu sei os nomes estranhos
De muitas ervas e flores
Conheço mortais enganos
E sei das sublimes dores
Eu vi numa noite escura
Chover-me à cabeça acesa
Os raios da luz mais pura
Com sua divina beleza “

do livro VERSOS SINGELOS.José Marti.
trad. Sidnei Schneider. SBS. R. Demétrio Ribeiro, 1040-1ª and. 90010.231—RS

*

Inefável labareda.
A borboleta a voar
Parece um lenço de seda
Que um anjo esqueceu no ar”

do livro TROVAS, HAICAIS E OUTROS POEMAS. Humberto Del Maestro. CP 45006. Laranjeiras. 29165.230—ES

”A trova é um poema grácil
Que surge
de um mundo etéreo.
Prá quem sabe é bem fácil.
Prá quem não sabe é mistério “

do livro TROVAS, HAICAIS E OUTROS POEMAS. Humberto Del Maestro. CP 45006. Laranjeiras. 29165.230—ES

*

Traços de solidão
Vestígios de alegrias
Poesias e na noite que cai
Fragmentos de um coração

Recolho . Longínquo
vai meu pensamento
Prá além da razão .

Iníquo qualquer sentimento
Pincéis esboçando
em tormento . Buscando
Encontrar solução.

do livro FRANCO POEMAS. André Arruda.
Lilivros. F.(011) 432 4209

*

passion

Estava passando por uma rua,
quando vi a beleza que é sua .
Eu o vi e me encantei
Aquele minuto parecia
A eternidade
Descobri que é de verdade .
Eu me apaixonei
Aquele minuto valia ouro
Mas acabou de repente
Ele me olhou mas fingiu
Que eu fosse transparente
O negócio é esquecer . Mas como ?
E se eu o rever ?Ai, acho que não jeito
Tenho que reconhecer
Às vezes, o amor é imperfeito. “

poema MINUTO , de Vanessa Cunha Mébus, 11 anos.
do livro  ACADEMIA POÉTICA DA E.M. VILA FELIPE .
R. 24 de Maio, 04- Centro– Petropólis.RJ 25640.000.
(24) 243.6302
)

-

IMPRENSA ALTERNATIVA

“Imprensa Alternativa’ é uma coluna criada para acusar recebimento de publicações alternativas e também para divulgar os respectivos endereços, para possível intercâmbio .

*JORNAL ARTE REAL– CP 1133. CEP 20001.970 –RJ
* JORNAL GAUCHO DE POETAS . CP 9512.CEP 90560.004
*ORGÃO LITERÁRIO AMO .Sogrames CP 9512. CEP 90560.004
*KOISA LINDA.R.Liberdade,182.CEP 14085.250 .Rib.Preto.SP

* FRANCIS NEWS . R.3,351/304-E Rural.Setor Central.CEP 74023.010.Goiania.GO
* O CAPITAL .R Laranjeiras,996.CEP 49010.000. Aracaju.SE
* GLAN. CP 84002.CEP 27251.970.Volta Redonda. RJ
* INFORMATIVO APPERJ.R. Oscarito, 61.CEP 22743.730.
* INFORMATIVO ANE.CP 100141.CEP 24022.970.Niterói.RJ

* LITERATURA E ARTE.CP 45006.Laranjeiras.ES CEP 29165.250.
*TREM DAS SETE.Av Pinheiros, 741/202.Imbiribeira. CEP 51170.120.Recife.PE
* LEIA AMIGOS. CP 11052.RJ.20236.970
( Recebemos e agradecemos )

Image2

Nenhum comentário:

Postar um comentário