sábado, 29 de maio de 2010

VERSOS LIVRES nº 04

Na postagem de hoje, mais alguns textos publicados no Versos Livres nº 04.

VERSOSLIVRES 4

RASCUNHO PARA UM TESTAMENTO
Amaury da Silva Rego

Já vivi 38 anos.
Neste milésimo cigarro do dia, começo a preocupar-me com as coronárias...
Preparo um whisky para completar o ritual.
Senhor advogado, estas são as primeiras notas, para oso do inevitável evento :
1. Não deixo bens.
Plantei poucas sementes.
Entretanto, o solo anda meio árido.
2. Deixo minha pele.
Está um pouco marcada. Alguns riscos.
Foram artes da infância. Outras, porradas da vida.
Vê-se que não é muito bonita, mas , bem tratada,servirá como agasalho.
Outra opção é curti-la bem; poderá redundar em boa sola.
3. Meus olhos eram bonitos.
Hoje,
Apresentam vestígios do pterígio operado
E outro por operar. Mesmo assim,
São expressivos– enquanto vivos -
Leve-os imediatamente a um banco de olhos, pois as córneas
são aproveitáveis. 
4. As vísceras poderão alimentar  qualquer cachorro faminto.
Não as deixe estragar.
5. A gordura( fiquei um pouco obeso nesta puta vida pequeno burguesa )
Fornecerá bom óleo para qualquer candeeiro precisado.
6. Meu cérebro - pobre cérebro - tem muito fosfato.
Adube qualquer terreno estéril.
7. De resto, façam o que quiser :
os ossos darão bons artesanatos, ou, se triturados,bom adubo também.
N.B. Quanto aos coração, deixem-no sossegado
As coronárias estão meio obstruídas, mas o coração é grande.
É bom. Enterrem-no em lugar simples e bucólico. Não demarque o local.
Tenho certeza que lá brotarão flores. Corpo presente de amores deixados.

Esse poema do carioca Amaury, já foi publicado em vários sites e blogs da Internet, mas, ainda não era conhecido na cena alternativa , antes de ser publicado no Versos Livres,sendo, na ocasião, bastante elogiado pelo premiado poeta Miguel Russowsky

-

SEM TÍTULO
Marina de Fátima Dias

VOU TE AMAR
COMO A VIDA
ME PERMITIR

TE AMAR
SEM NADA PEDIR
SEM ME DECLARAR
SIMPLESMENTE
POR VOCÊ EXISTIR

VOU TE AMAR

A saudosa Marina de Fátima Dias, era do Mato Grosso do Sul e uma das mais ativas participantes da imprensa alternativa, tendo colaborado com diversas publicações. Ainda coordenou uma antologia poética e mantinha correspondência com pessoas do Brasil inteiro. Melhores informações sobre Marina, bem como sobre a imprensa alternativa, você encontra nessa crônica do Ricardo Alfaya: . Marina ocupa ainda a Cadeira nº 11, da Academia Momento Litero Cultural, criada pelo jornalista e amigo Selmo Vasconcelos ,

G7DCD00Z

SEM TÍTULO
Humberto Del Maestro

Ninhadas de estrelas
Andam ciscando o terreiro
Do céu infinito

O premiadíssimo escritor Humberto Del Maestro, de Vitória, Espírito Santo, Poeta, cronista, contista, ensaísta, editor do alternativo ‘Literatura & Arte’, também é presença constante no fanzine Versos Livres, e não somente porque é amigo do editor, mas porque é um talentoso poeta. Humberto também está presente na já citada Academia Momento Litero Cultural, criada pelo jornalista e amigo Selmo Vasconcelos - http://academiamomentoliterocultural.blogspot.com

-

SEM TÍTULO
Valdeli.

E outra vez
Chegando de longe
Ela me traz
Uma estrela
Um pedaço de sol
Uma fatia de plutão
O bolso cheio de infinitos
Me prometendo
O sonho mais bonito
E vazio
Um coração

O saudoso Valdeli Vila Nova foi poeta,escritor e professor de Guarulhos, com diversos livros publicados. Foi um dos fundadores do Grupo Literário Letra Viva e coordenador da antologia poética “Poetas, Graças a Deus.” Valdeli ainda teve algumas participações como ator.

-

BABEL
Jurema Barreto de Souza

Ergue-te Babel.
Decifrados estão todos os idiomas
Estás conclusa pedra a pedra
Tateio teus adros, tua curvatura
Perdida estou em teus corredores

Ergue-te Babel. Em chamas
estão todos os continentes
Do meu corpo que balbucia
A nova língua
Ultrapasso as lâminas do passado.

Escadarias, jardins
estão reconstruidos. Modificada
A paisagem que te abriga .
Mesmo assim arrisco nesta odisséia .

Ergue-te Babel. Penetra-me
com teu profundo silêncio
A nova linguagem, todos os idiomas
Para ti retornam em rebanhos
Arremesso-me de tuas alturas
Para nunca mais tocar o chão.

babel4

A biografia literária de Jurema Barreto de Souza é extensa, como pode ser comprovada AQUI  Jurema é uma das mais importantes editoras da imprensa alternativa, onde a sua revista A Cigarra é referência. Toda a trajetória da excelente revista A Cigarra pode ser conferida em http://revistacigarra.blogspot.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário