quarta-feira, 6 de outubro de 2010

VERSOS LIVRES # 31 - CRÔNICA

versos31 
No post de hoje, publico uma crônica de Rosemary Lopes Pereira, extraída do jornal O Radar ; que foi publicada no Versos Livres nº 31, no suplemento Dois.

luz_ao_fundo_do_tunel

A LUZ SOBRE AS TREVAS
Rosemary Lopes Pereira

Na Capela tão antiga. Com arabescos dourados. Um encontro com Bach e Mozart. Era fim de tarde. Ouase noite. Sala lotada. Até no alto das laterais. Platéia em silêncio. Aguardando o momento místico.
Do anunciado Concerto. Naquele cenário mágico. O Maestro era um ponto de luz. Entre a platéia e a orquestra. Suas mãos pareciam gaivotas em alto mar. Lembravam oratório. Incenso e genuflexão. Estado de graça. Imaginei um mundo assim. Não contive as lagrimas. Chorei.
Era a lágrima que lavava minha alma. Questionando comigo. A procura da justiça e da paz. Onde teria ficado. A rua com pedrinhas de brilhantes. Para o meu amor passar? O respeito pelo sagrado. Pela vida?
Cristo foi traído. E crucificado. Mas os fariseus continuam aí.
Sempre na primeira fila. Batendo no peito. Vendendo a hipocrisia.
Mas a graça está com os simples. Nestes dias de trevas. De ramos. De príncipe e de rei. A luz vencerá as trevas.
Senhor. Aqui estou. De mãos vazias. Mas coração cheio. Desse amor que me ilumina. Vejo o horizonte. As belezas da criação divina. Vejo e me extasio. Com essas cachoeiras nascidas da terra.
Esse vergel que amacia o campo.Esse alimento que mata a fome. Quanta beleza! Criada pelo Pai Eterno. E nós. Como podemos ser tão ingratos. Tantas mortes sem explicação.Como é bom Senhor. Ouvir uma musica. Ler um verso. Correr pelas campinas verdejantes. Beber água pura. Abençoada água viva.Que mata todas as sedes .Senhor. Pouco lhe ofereci.
Nesta quaresma de trevas. As trevas serão dissipadas. E a luz vencerá a escuridão. Pelo amor do divino amor. Pelas belezas e pelo amor. O paraíso começa.
__________________

Um trecho desta crônica foi publicada no Versos Livres nº 31.
Rosemary é cronista e diretora do Jornal  O Radar,onde mantém sua famosa coluna de crônicas e a coluna Posta Restante, onde responde com atenção e simpatia às cartas enviadas para a redação. O endereço para correspondência de Rosemary é Caixa Postal 601 - Apucarana - Paraná - CEP 86800.970

-
VERSOS31DOIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário