sábado, 6 de novembro de 2010

VERSOS LIVRES # 31

No post de hoje, continuo disponibilizando o conteúdo da edição nº 31, do fanzine Versos Livres, editado em Guarulhos.

versos31

TROVA
Lydia Lauer

Nossos sonhos do passado
são folhas secas caídas
num cenário desbotado
descrevendo nossas vidas

poema  retirado do livro  "Brasil Literário", organizado por
Ivone Vebber 

_____

BEM ACIMA DO MEU QUARTO 
P.J. Ribeiro

Bem acima do meu quarto mora uma viúva, com dois filhos pequenos, que atende 24 horas por dia. É só marcar.
Logo abaixo dessa viúva moro eu num quarto cujo telhado é todo, todo-todo, de vidro.

in: "Contos Sob Suspeita"  
http://www.revista.agulha.nom.br/pjribeiro.html

__________

JAPÃO
Sammis Reachers

Nada de espadas. A Tokarev*
        Sim sim sim ainda atira
ela há de atirar
                                 As crianças a dívida
E ele já a empunhava, alisava
SUSPEITO DE AL TA TRAIÇÃO
cabeçalho dos jornais as crianças
O dedo bicava o gatilho ele já vencia o medo
Morrer morrer só me resta morrer a
discussão os gritos de Yu kio o stress
Mas então uma lembrança (de onde vinda?).
os acionistas o ministro todos esperam que eu me mate
mas então uma equação: O bolso + a mão + o toque = um
reles(?) papel
o folheto que aquele canadense lhe dera:
. Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida.
Quem crê em mim, ainda que esteja morto,
Viverá; e todo aquele que vive e crê em mim
Nunca morrerá. Crês tu isto? **

(Um insight. uma arma deposta um libertar)

Pois ele creu.

O grande Sammis é de  São Gonçalo - RJ . Vale a pena conhecer o blog dele :  http://www.azulcaudal.blogspot.com

mulher-escrevendo_3

AUTOBIOGRAFIA
Ilma Fontes

A História quis fazer-me mártir
O Amor me fez Mulher
A Poesia me levou além
da história, do martírio.
Me afundou no vazio
para poder criar e recriar-me
noutra forma de ser
sendo sempre mulher

Ilma Fontes é de Aracajú/SE e além de um monte de coisas que faz, é editora do ótimo jornal " O Capital " .Confira sua entrevista no blog do amigo Selmo Vasconcelos : 
http://antologiamomentoliterocultural.blogspot.com/2010/07/ilma-fontes-entrevista.html

______________

O SOM
Glenda Maier

Nas calçadas do mundo
mendiguei um momento
onde a alma vazia
pudesse escutar
o som do Universo,
entendendo no verso,
o palpitar suplicante
do coração do Planeta

A carioca Glenda Maier é também uma excelente cronista. Pertence a
Associação dos Escritores Profissionais do Rio de Janeiro. Quase todo mundo da cena alternativa está no blog do Selmo, entre eles, a Glenda :
http://antologiamomentoliterocultural.blogspot.com/2009/11/glenda-maier-entrevista.html

___________


ALÉM DA JANELA
Alba Christina Campos Neto

Abro a janela, e uma flor desperta
sobre a minha espera...
Uma flor branca, lilás, que sei?

Ela nasce branca e muda de cor.
O sol queimando a flor da minha janela.
não queima a minha esperança

Abro a janela, e um galho seco arranha o parapeito...
A árvore cresceu muito,
esbarrou na minha janela.
mas não quebrou minha promessa

Minha janela é minha espera,
trazendo a flor, a manhã, a noite, o passarinho,
o galho seco.
De  repente, o passarinho entra,
voa dentro de casa. não pode sair.
Desespera-se.
Na janela que é minha espera,
o passarinho se desespera.
Abro mais a janela, mas ele não encontra o céu.
Desespera-se mais...até que num vôo mais ousado,
chega à janela e ganha o espaço.

Minha janela é minha espera. Traz a flor, a árvore,
o passarinho, que procurando a saída,
me sugere procurar alem da janela...

Nenhum comentário:

Postar um comentário