sábado, 30 de abril de 2011

VERSOS LIVRES # 19 - PARTE CINCO

No post de hoje , alguns poemas publicados no fanzine Versos Livres, edição 19 . Na saideira,  um poema da sensual Eliane Alcantara. 

Sem título

SEM TÍTULO
Cecília Fidelli

A saudade,
ante a eternidade
é um espaço de minutos.
Quando nossos olhos se
encontrarem outra vez
teremos vencido a distância
e alcançado a eternidade.

(in "Coisa Nossa", ed. opção2 )
Cecília é de Itanhaem, SP e referência na cena alternativa. Seus poemas estão disponíveis em 
http://ceciliafidelli.blogspot.com

-

ENCANTOS E DESENCANTOS
Rosemary Lopes Pereira

" .. Manhã de inverno. De um lado a carência. Do    outro a opulência. Não é esmola. É uma atitude. Em defesa do irmão. .. Carência de   agasalho. Que  aqueça o    coração. Quisera apagar o cinza. Pintar de azul o rosto da manhã. ...Convidar a   ternura. A coragem de ser justo.... E descobrir nesse burburinho. De idéias e    sedução. O verdadeiro sentido da vida. Dentro do projeto do Criador. "

( trecho) : in " Radar “ -  caixa postal 601 - Apucarana– PR - 86800-970

-

FRAGMENTO
Luís de Camões

De amor e seus danos
Me fiz lavrador ;
Semeava amor
E colhia enganos

-

mulher no barco ao por do sol

MATINAL
Emílio Moura

Sobre as ondas mansas
brincam os barcos.
Diante dos meus olhos
matinais, as coisas
se ordenam simples
e perfeitas : o céu, 
o mar, teu corpo.

Ah , o teu corpo !

Meus olhos brincam
sobre o teu corpo
Nenhuma nuvem
na minha alma

-

PORTA DO CAVALO
Sammis Reachers

Eu sonhei com uma Porta
por onde, em eu passando,
Ela segurava ( em  suas
malhas de amor)
todos os meus erros, cada encarniçado pecado.

Eu sonhei uma Porta
- e ela agora é -
que me cortasse
as correntes
à todas as âncoras

Sammis é de São Gonçalo, RJ.  Esse poema foi extraído da sua publicação " Portas de Jerusalém ". Segundo um artigo do Pastor José Valente, no Recanto das Letras, a Porta dos Cavalos é assim explicada :  “Desde a porta dos cavalos repararam os sacerdotes, cada um defronte da sua casa”(A Porta dos Cavalos (Ne 3.28). Naqueles dias, os cavalos eram peças essenciais nas guerras, sem os quais os carros  não poderiam andar. Os cavalos simbolizavam as guerras, as batalhas, as lutas, enfim, as conquistas dos povos! .  Espiritualmente, traz-nos à lembrança o imensurável amor de Deus que deu o seu unigênito Filho para levar sobre si as nossas cargas de pecado, de doenças, de possessões (Jo 3.16 e Is 53.4)."

-

FRAGMENTO
Ferreira Gullar

A palavra erguida
vigia
acima das fomes
o terreno ganho.

-

PASSA (O) TEMPO

eternidade
Eliane Alcântara.

Trabalhei um pensamento
Para criar um instante
Que me fosse eterno.

De nada serviu tanto empenho
Se quando desisti
Descobri no silêncio:

A eternidade das coisas
Não dura mais
Que o atual momento.

http://www.eliane_alcantara.blogger.com.br/

-

Nenhum comentário:

Postar um comentário