sábado, 9 de abril de 2011

VERSOS LIVRES # 19 - PARTE UM

No post de hoje , alguns poemas publicados no fanzine Versos Livres, edição 19 .

Sem título

ENIGMA
Candida Papini

O pássaro e o fio de aço:
- Equilíbrio.
O fio e o homem:
- Perigo.
O homem e a ave:
- Ameaça.
A vida e o ser:
- Um fio.
O Homem e a Vida:
- Um enigma.

Vida, graça
que passa
e traça
num fio
     o paradigma
        do equilíbrio,
                na ameaça
                 e no perigo,
    sem revelar
       seu   E N I G M A...     

A escritora Candida Papini foi presidente da ASES , Associação dos Escritores de Bragança Paulista.  http://www.asesbp.com.br/livros/autores02.htm

-

POR ONDE ANDAM OS ANDANTES
Manoel Gomes

Os profissionais da estrada
atravessam  de quando em quando
as fronteiras entre o centro-e-oeste
o sol bate no centro da mente
pela estrada de Santiago
de Compostela.

Buscam a infinitesimal
Compreensão de Deus
para curar as suas dores
de agudo consumismo e falência
múltipla de sensatez humana.

E encontram andantes
de todo o mundo
escrevem diários,
sentam a margem de cactos
e choram quando encontram
as três mulheres que têm simpatia
pelo movimento gê-éle-ése.

Por onde andam os andantes
profissionais e pedintes
de perdão pelas falhas eternas,
até quando vão distribuir
auto-ajuda ?

Confeccionada a base
de bens dominantes sem a cura pelas misturas medicamentosas

Mistura de mentiras, que nem
mesmo a metafísica entenderia,
nem encontraria a resposta
para a inocência do cavaleiro
Dom Quixote. 

Manoel é de Brasília. Nos correspondemos durante algum tempo e na época , Manoel criou a Academia Papo e Poesia. Ele tem um blog , que tem algumas crônicas. Confira :  http://gdesgomes.blogspot.com/

-

ASSOVIO
Cecília Meireles

Ninguém abra a sua porta
para ver que aconteceu:
saímos de braço dado,
a noite escura mais eu.

Ela não sabe o meu rumo,
eu não lhe pergunto o seu:
não posso perder mais nada,
se o que houve já se perdeu.

Vou pelo braço da noite,
levando tudo que é meu:
- a dor que os homens me deram,
e a canção que Deus me deu.

fogueira2345

POEMA 
Rini Martin 

ao redor da fogueira
os homens celebram
a vida
rompe a manhã   

Rini Martin é de Guaruhos e esse poema foi extraído de uma coletãnea de um concurso literário promovido pela Prefeitura  .

-

EQUÍVOCO
Linaldo Guedes

um lápis
e um papel em branco
resumem o segredo de minha vida:

uma palmeira imperial
que cresceu
no século errado.

Assim Linaldo disse sobre seu poema : "Equívoco – reflete uma frustração minha. Costumava dizer que queria ter nascido no início do século passado, época em que a literatura era mais valorizada, quando o cinema ainda estava ensaiando seus primeiros passos e a televisão nem se imaginava existir. Época da leitura e não do audiovisual. Aí, um dia, caminhando na Lagoa do Parque Solon de Lucena, em João Pessoa, numa fase difícil da minha vida (logo após a morte de meu pai), olhei para uma palmeira imperial que tem no local e acabei construindo este poema. Gosto muito dele e por isso o escolhi para encerrar o livro “Os zumbis também escutam blues”, resume bem o que sou e o que penso da vida.".Saiba mais sobre esse talentoso poeta  em http://linaldoguedes.blog.uol.com.br

-

E como saideira, um outro poema dele : 

INCÔMODO
Linado Guedes

ser o anjo torto
da família
não tira meu sono

incomoda apenas
não ter asas para voar.

Um comentário:

  1. Oi Touché,

    Marcante o primeiro poema, gostei.

    Um ótimo domingo para você.

    Aquele abraço!

    ResponderExcluir