quinta-feira, 19 de maio de 2011

VERSOS LIVRES # 18 - PARTE CINCO

No post de hoje, poemas que foram publicados originalmente no fanzine Versos Livres, edição 18 e alguns que recebi por email. O email do Versos Livres é touche.sp@uol.com.br prá onde podem ser enviados textos, críticas e sugestões.
VERSOS 18

ACASO
Renata Paccola Frischkorn

Não sei se foi o vinho
ou talvez aquela música,
ou,ainda, a luz escura.
Talvez tenha sido a solidão,
ou, quem sabe, o medo dela.
Talvez tenha sido tudo,
ou,quem sabe, não foi nada.
Acho que foi o acaso.
Foi tudo por acaso.
E a lágrima que rola agora
também é por acaso.

Confira a entrevista de Renata no blog do amigo Selmo Vasconcelos ,

-

ESTRELA
Cecília Fidelli

Cada estrela do céu
Me inspira pensar
Que são anjos acordados
Uma lista de sentimentos
Me invade
A noite é minha
Melhor companhia
Enxuga uma lágrima
E me toma de poesia

Extraído do livro  "Coisa Nossa"- Ed. Opção 2 . - http://poesiaeoxigenio.blogspot.com/

-

CIDADE LÍRIO
Adriana Zapparoli

Cidade Lírio
líquida é a língua
duma cidade escorrida
de lágrima ou delírio

http://zeniteblog.zip.net

-

EM RAPSÓDIAS
Touché

Tomo em teus seios
um  fio  de  sonho
ao clarão da língua
        púrpura
nos vieses da poesia

ao  sons  de  flauta
  - em  rapsódias -
quero  inundá-los
      de  canções

Guarulhos/SP.
http://poetasdeguarulhoseoutrosversos.zip.net

- sleep

ADORMECER
Osael de Carvalho

Quero dormir nos sonhos
de minha manhã serena
até que lá no céu
a estrela mais pequena
se despeça da minha noite
para dar lugar ao meu sol

O carioca Osael edita o jornal "O Literário", um dos mais longevos da imprensa alternativa. http://www.revista.agulha.nom.br/1osael.html

-

ARCO-IRIS
Jurema Chaves

Num  pedaço de veludo azul
Vi pintar-se um  Arco-Iris , de repente
Encantadoramente, repintou  magia
E, em uma nuvem fantasia viajei
Bailei ao léu.
Sem mover  meus pés do chão
Alando meu coração
Fui dar um beijo no céu.

Cerrei do olhos a cortina
E  abri na alma o olhar
Galguei meu céu de ilusão
Sem  ruflar  as asas, silênciosamente
Pura e simplesmente
Me deixei levar.

E o Arco-Iris  colorida ponte,
que em meus horizontes
sempre esteve lá.
a açenar-me a luz se refletia
É o sonho poesia
suspensos  no ar
é como se a brisa, com mãos   coloridas
abrise a janela, e soprasse...  BOM-DIA.

enviado por email.  

-

ASSIM
Rumi

      Se alguém lhe perguntar como se desvela
      a mais perfeita sensação do gozo,
      eleve os olhos e diga
      Assim.
      E quando alguém mencionar
      a graça do céu noturno,
      suba no telhado, dance, e diga
      Assim?
      Se alguém quiser saber o que é
      o espírito, ou a essência de Deus,
      incline a fronte em sua direção,
      mantenha o rosto colado
      assim.
      E quando alguém evocar a velha poesia
      das nuvens que, aos poucos, encobrem a lua,
      afrouxe pouco a pouco os nós da tunica.
      Assim?
      Se alguém quiser saber como Jesus
      levantou os mortos das tumbas,
      não tente explicar o milagre.
      Beije seus lábios.
      Assim. Assim.
      E quando alguém perguntar
      o que é morrer por amor,
      faça um sinal
      aqui.
      Se alguém quiser saber quão alto é,
      hesite, e meça com seus dedos
      os espaços entre as rugas da sua testa.
      Deste tamanho.
      A alma às vezes larga o corpo,
      e então retorna. Se alguém não acreditar,
      volte para a minha morada.
      Assim.
      Quando os amantes sussurram,
      estão contando a nossa
      história
      Assim.
      Eu sou um céu onde espíritos vivem.
      Mergulhe neste azul profundo
      onde a brisa espalha segredos
      Assim.
      Quando alguém perguntar
      o que há-de se fazer,
      acenda a vela em suas mãos.
      Assim.
      Como o perfume de José
      chegou a Jacó?
      Shhhhhhh!
      E como retornou
      o suspiro de Jacó?
      Shhhhhhh!
      A brisa suave limpa os olhos.
      Assim.
      Quando Shams retornar de Tabriz,
      seu rosto há-de mostrar-se atrás da porta,
      e nos surpreenderá.
      Assim..

poema enviado por Célia MorgadoConheça a bela história de amor entre o poeta Rumi e Shams, AQUI

2 comentários:

  1. Antonio,

    Se você soubesse o quanto é bom passar aqui e alimentar a alma de poesia..

    Um grande abraço!!!

    ResponderExcluir
  2. Esses poemas estão maravilhosos!!
    Parabéns aos autores!!
    Amigo, seu blog está ótimo!
    Postei coisa nova no meu!! dá uma olhada!!

    www.heytorcostaneco.blogspot.com

    ResponderExcluir