segunda-feira, 16 de maio de 2011

VERSOS LIVRES # 18 - PARTE QUATRO

No post de hoje, poemas que foram publicados originalmente no fanzine Versos Livres, edição 18 .  Deixo ainda um link para as correspondências recebidas, mencionadas no meu outro blog, Poetas de Guarulhos e Outros Versos.

VERSOS 18

DEUS TV
Jacy Gê de Almeida

Fica-se ali
horas a fio
em sublime
contemplação.

Somos nós
diante da
Televisão

do jornal Cultural Ação Poesia - http://acaopoesia.vilabol.uol.com.br/

-

MOCIDADE
Gregório de Matos

Goza, goza da flor
da mocidade,
Que o tempo trata a toda a ligeireza,
e imprime em toda a flor sua pisada.
Ó não aguardes,
Que a madura idade,
te converta essa flor,
Essa beleza,
Em terra, em cinza , em pó , em sombra, em nada

-

DO SOL AO SUL
Silvério R. da Costa

Do sol
ao sul
         de mim
         há um abismo
de mar
e    sal
          um mar salgado
          cheio de medo
          Um mar encapelado
onde mora  o meu segredo.

Silvério é de  Chapecó/ SC . Confira essa deliciosa CRÔNICA  de Nelson Hoffman que fala sobre o poeta .. 

ltinta bico de pena 1990

POEMETO I
Almir de Carvalho Filho

Diminuto é o poema, 
onde eu traço o meu destino,
a bico de pena.

O amigo Almir é de Campo Grande/RJ. Saiba mais sobre ele,visitando o seu blog no endereço  http://carpediemvivaavida.blogspot.com

-

QUE AS CRIANÇAS CANTEM LIVRES
Taiguara

O tempo passa e atravessa as avenidas
E o fruto cresce, pesa e enverga o velho pé
E o vento forte quebra as telhas e vidraças
E o livro sábio deixa em branco o que não é

Pode não ser essa mulher o que te falta
Pode não ser esse calor o que faz mal
Pode não ser essa gravata o que sufoca
Ou essa falta de dinheiro que é fatal

Vê como um fogo brando funde um ferro duro
Vê como o asfalto é teu jardim se você crê
Que há sol nascente avermelhando o céu escuro
Chamando os homens pro seu tempo de viver

E que as crianças cantem livres sobre os muros
E ensinem sonho ao que não pode amar sem dor
E que o passado abra os presentes pro futuro
Que não dormiu e preparou o amanhecer...

-

CORRESPONDÊNCIAS RECEBIDAS

As correspondências enviadas para a redação do Versos Livres, podem ser conferidas e comentadas no meu outro blog;, AQUI - 

-

QUE AS CRIANÇAS CANTEM LIVRES  

Nenhum comentário:

Postar um comentário