sexta-feira, 4 de maio de 2012

ACHADO NUM ARQUIVO DO INSS

arquivo-flores

Atesto,para os devidos fins,que o Sr Povo Brasileiro, residente abaixo do Equador,carteira de identidade 000-0000 sofreu diversos acidentes nos últimos anos.
A saber:

- fraturas expostas,consequência dos tombos provocados pela Sr. Moeda Nacional.
- anemia profunda,com suspeita de leucemia, por falta de
perspectivas para o futuro,devido a má qualidade dos alimentos vendidos pelo Sr. Governo Atual ;
- úlceras cutâneas, desenvolvidas pelo contato excessivamente
próximo à Exma. Sra. D. Corrupção;
- sério problema visual,com sintomas mistos de glaucoma e
catarata por longa exposição à radioatividade das luzes de Madame Televisão ;

E ainda crises de pré-enfarto por razão das ameaças constantes dos foragidos de presídios,especialmente os mais perigosos.Citando alguns :Rapto,Navalha,Policial Armado,Trem da Central,Acidentes de Carro Ltda,a traiçoeira Inundação e sua gêmea, a Seca e o gênio intempestivo do jovem Desabamento Urbano.

- insuficiência pulmonar devido à Sra Poluição e complicada pela falta de fôlego provocada pelo Sr. Imposto de Renda e seus familiares.

A internação no C.T.I. deve-se às frequentes convulsões, consequências de : disritimia aguda,de responsabilidade do Sr Analfabetismo Geral,aneurisma em fase aguda,culpa da Cia. Meninos de Rua e Arrastão S.A., além de ataques eliléticos, doença crônica, surgida desde os tempos em que mudou-se para as vizinhanças o miserável Dr. Divisão Justa das Terras Aráveis.

Atesto,pois, a impossibilidade de meu paciente comparecer às urnas.Seu maior dever cívico,no momento,é o de recuperar a saúde.

Glenda Maier

Crônica extraída do livro "Talvez Crônicas",Greenpoint Editora,www.portalemfoco.com.br.Esta crônica foi publicada originalmente no jornal "O Jacaré" em abril de 1993.

Glenda Maier é cronista, escritora e poetisa. Colabora intensamente com a imprensa alternativa. Organizadora dos concursos : Concurso Nacional de Poesia Francisco Igreja, Boletim Poster e Perfil, Coletânea Perfil, Concurso e Coletânea 400 Anos da Baixada de Jacarepaguá. Editou por algum tempo a publicação “Vivências”

Saiba mais em http://antologiamomentoliterocultural.blogspot.com.br/2009/11/glenda-maier-entrevista.html

Um comentário:

  1. Espero que o desejo se cumpra: as rápidas melhoras!

    Nós, por cá, também precisamos de melhorar rapidamente...

    ...embora a doença seja outra!

    Abraço,
    António

    Obrigado pela simpática visita.

    ResponderExcluir