quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

FEMININO

73082_528859083792595_551337128_n

a Floresta lhe é dentro
selvagem como o casulo rompido
revela-se Mito onde não havia nada

no princípio era a Mulher

Curiosa

Texto de 'Curiosa' - postado no blog - Intimidades da Curiosa - http://www.intimidadesdeumacuriosa.com/#ixzz2Dwc0PRWW
direitos reservados  Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

O MOÇO NO BANCO AO LADO

want

O moço no banco ao lado, tinha no braço tatuado, o nome de quem chamava “amor”. Perguntei se era esposa, namorada ou filha – respondeu que não, que era uma menina – com quem esteve uma só noite e nunca mais teve contato. Tinha vontade de revê-la, mas não sabia onde, nem como – então, para sempre, tatuou. Fiquei admirada e perguntei o que era assim tão forte, nesta única noite, que até a pele marcou. Disse que foi desde o primeiro desejo, o pedido de contato através do amigo, olhares cúmplices, discretos, primeiro beijo no carro, uma noite de sentido, e as mãos dadas no caminho de volta com uma promessa de “até breve”. Mas, então, o que deu errado? – indaguei. “Nada”. Tudo dera tão certo que se apavorou. Teve receio, se escondeu. Não sabia lidar com o que inesperadamente fazia sentido. Recuou sem contar à menina. Lamentava. Queria que ela soubesse que foi tudo muito bonito e sincero – mais do que imaginava. Agora, esperava qualquer sinal dela, uma chance, um outro momento – sem medo..

Porque até hoje ela era a única menina de quem havia gostado.

Srta K

roubado do blog Incompletudes -  http://incompletudes.wordpress.com/

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Minha conversão (revisada)

 itajai01

O ontem!
E o hoje...
Projetam dias...
Sempre iguais! 
Horizontes sempre iguais.

E Itajaí está tomada.
Pelo tédio.
Bem comum.
De quem não sabe...
... para aonde quer ir!

Fico em casa entediado.
Sentimento bem comum
Para quem não sabe...
... para onde vai!

Itajaí tem um aspecto  nebuloso
Bem comum em cidades
Que se verticalizam!
E ganham os céus…

Itajaí do hoje
Itajaí do ontem
Tediosa & nebulosa!
Sentimentos bem comuns...
Para quem não sabe para onde vai

Ou de aonde veio!

Samuel Costa

Samuel é poeta da cidade de  Itajaí.Poema enviado por email.
Contato: samueldeitajai@yahoo.com.br

ilustração:cidade de Itajaí,SC, imagem retirada da Internet