quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

CIRCO

seurat-georges-circo

Baixa-se o pano
os palhaços se retiram
levando minha infância

Batista de Lima

in:Versos Livres nº 34   

Extraído da publicação "Binóculo", edição : Dias da Silva e Batista de Lima .R. José Alves Cavalcante, 1163 - Cidade dos Funcionários - Fortaleza - CE - 60.882-570 - jbatista@unifor.br

BATISTA DE LIMA, nascido em Lavras da Mangabeira (1949), embora pertença ao “grupo” da revista O Saco, pois seu primeiro livro, de poemas, é de 1977, passou a divulgar seus contos mais recentemente: O Pescador da Tabocal saiu em 1997 e Janeiro é Um Mês Que Não Sossega, em 2002.

Seminarista no Crato, formou-se em Letras e Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará. Especializou-se em Teoria da Linguagem na Universidade de Fortaleza, onde exerceu a chefia do Departamento de Letras e a diretoria do Centro de Ciências Humanas. Cursou o mestrado em Literatura na Universidade Federal do Ceará. Iniciou-se como professor de Português em colégios de Fortaleza.

Na vida literária deu os primeiros passos no Clube dos Poetas Cearenses. Mais tarde participou ativamente dos grupos Siriará, Arsenal, Catolé e Plural. De poesia publicou os livros Miranças (1977), Os Viventes da Serra Negra (1981), Engenho (1984) e Janeiro da Encarnação (1995). Na área do ensaio literário deu a lume, em 1993, Os Vazios Repletos e Moreira Campos: A Escritura da Ordem e da Desordem, e, em 2000, O Fio e a Meada – Ensaios de Literatura Cearense. Membro da Academia Cearense de Letras.

Saiba mais em  http://www.jornaldepoesia.jor.br/batis.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário