domingo, 15 de setembro de 2013

BIOGRAFIA DE UM ESQUECIDO

images

Sou um pobre gira-mundo
Sem destino, nem paragem
Vivo rolando no mundo
Em uma eterna viagem
Eu já nasci ao relento
Não tive maternidade.

Quando eu vim para o mundo
Sem parteira ou hospital
Foi na beira da estrada
Como nasce um animal
Nunca soube o que é Páscoa,
Papai-Noel e Natal.

Viver assim vegetando
Não tem quem tenha vontade
Pois cada dia da vida
Parece uma eternidade
Sem saber de onde veio,
Sem família e identidade.

Sou um pobre gira-mundo
Vivendo tão sem destino
Não sei como eu nasci,
Se adulto,ou menino
Eu não sei se já cresci,
Ou ainda sou pequenino.

Só sei que assim vou vivendo
Esperando minha hora
Dizem que o globo terrestre
Gira como uma bola
Mas eu é que vivo girando
Sem ter prá onde ir embora.

Meu berço foi pelo mundo
Até nem sei se sou gente
Não tive seio materno
Isso não me sai da mente
Só conheci mamadeira
Na garrafa de aguardente.

Aqui esse gira-mundo
Que não conheceu vitória
Com o corpo encarquilhado
Com fraqueza na memória
Tenta deixar registrado
Um pouco da sua história

Maria de Mello Bandeira
Santa Maria / R.S.

in: Versos Livres,nº 34

Maria costuma publicar seus poemas na publicação Jornal Santiaguenses da cidade de Santa Maria, RS .

Nenhum comentário:

Postar um comentário