segunda-feira, 4 de novembro de 2013

AS PRIMEIRAS MANIFESTAÇÕES DO AMOR NA LITERATURA BRASILEIRA

mulher lendo

Joel Pontes

O assunto amoroso aparece na literatura brasileira desde os tempos mais remotos. Sem se falar no amor divino da arte jesuística, encontramos o amor humano e até erótico nas primeiras produções, mais históricas que literárias, e nas malhas do barroquismo, de Gregório de Matos, cuja obra mescla poemas à beleza de algumas damas de boa posição social (cujos nomes a História não pode revelar) a  poemas nascidos nos bordéis .

O amor europeizado de Manoel Botelho de Oliveira, cria o primeiro nome de musa - Anarda e dá ao poeta um lugar especial na lírica amorosa, pouco brasileiro,porque não diz respeito à miscigenação de raças.

No século XVIII, os agrupamentos acadêmicos e a própria vida social obrigam os poetas a um decoro,no trato do assunto amoroso,que elide por completo o sexo. É exceção um Domingos Caldas Barbosa, soldado nas lutas na Colônia do Sacramento, nascido no Rio de Janeiro, mulato e músico. Pôs na poesia o dengo das mulatas , mesclando os processos estilísticos dos árcades ao sensualismo dos lundus. Foi o introdutor da modinha brasileira nos salões de Lisboa. ( fonte : Joel Pontes, in : Dicionário de Literatura, 3ª edição, Volume I, direção de Jacinto do Prado Coelho )

-

Doçura de Amor
Domingos Caldas Barbosa

1271269235_87895345_13-obra-de-arte-em-salvador-quadros-artes-plasticas-em-salvador-aulas-pintura-em-salvador-Brasil-1271269235

Cuidei que o gosto de Amor
Sempre o mesmo gosto fosse,
Mas um Amor Brasileiro
Eu não sei por que é mais doce.

Gentes, como isto
Cá é temperado,
Que sempre o favor
Me sabe a salgado:
Nós lá no Brasil
A nossa ternura
A açúcar nos sabe,
Tem muita doçura,

Oh! se tem! tem.
Tem um mel mui saboroso,
É bem bom, é bem gostoso.

As ternuras desta terra
Sabem sempre a pão e queijo
Não são como no Brasil
Que até é doce o desejo.

Um comentário:

  1. O “IX Concurso Plínio Motta de Poesias” será realizado no anfiteatro da Prefeitura de Machado-MG (Brasil), às 20hs do dia 09 de novembro de 2013.
    ------------------------------------------------------------------------
    POESIAS CLASSIFICADAS DA CATEGORIA II ( ACIMA DE 17 ANOS)
    --------------------------------------------------------------------------------------------
    Álvaro Campos de Carvalho= (AVISO AOS NAVEGANTES) Machado-MG
    Jorge Nuno= (A LA CARTE) Bragança/Portugal
    Robério Campos Costa= (DEMÔNIOS) Machado-MG
    Flávio Rubens M. Queiroz= (EXAMINANDO FOTOGRAFIAS) Cabo Frio/RJ
    Adelaide Aparecida Pereira (MENINA DE RUA) Machado-MG
    Tiago Correia de Jesus (POEMA DO DAR) Salvador-BA
    Gabrielly Terra Freire= (SAUDOSISMO) Machado-MG
    Amélia M. Raposo da Luz = (SEDUÇÃO) Pirapetinga-MG
    Ademar Jesus Bueno (SONETO DA PRAIA GRANDE) Varginha-MG
    Geraldo Trombin= (TANTO MAR) Americana/SP

    Cidades, Estados e Países que enviaram poemas para o “IX Concurso Plínio Motta de Poesias” (Machado-MG).

    Salvador (Bahia);
    Arco Verde (Pernambuco);
    Cotiporã / Porto Alegre (Rio Grande do Sul);
    Uruana (Goías);
    Criciúma (Santa Catarina);
    Londrina (Paraná);
    Natal (Rio Grande do Norte);
    Itaboraí/Cabo Frio/Rio de Janeiro (Rio de Janeiro);
    São Paulo/Ilha Solteira (São Paulo);
    Bragança Paulista/Americana (São Paulo);
    Machado/ Pouso Alegre/ Itumirim (Minas Gerais);
    Poços de Caldas/ Belo Horizonte/Serrania (Minas Gerais);
    Varginha/ Pirapetinga (Minas Gerais);
    Montevidéu (Uruguai);
    Bragança (Portugal).

    ResponderExcluir