segunda-feira, 5 de maio de 2014

"... SÓ SE DAVA BEM COM ANIMAIS..."

Camponês com cavalo, 1948 – José Marques Campão (Brasil, 1892-1949). Óleo sobre tela, 54 x 65 cm. Colecção Particular

Vivia longe dos homens, só se dava bem com animais.Os seus pés duros quebravam espinhos e não sentiam a quentura da terra. Montado,confundia-se com o cavalo, guardava-se a ele. E falava uma linguagem cantada,monossilábica e gutural,que o companheiro entendia. A pé, não se aguentava bem. Pendia para um lado,para o outro lado, cambaio,torto e feio. Às vezes utilizava nas relações com as pessoas a mesma língua com que se dirigia aos brutos - exclamações,onomatopéias. Na verdade, falava pouco. Admirava as palavras compridas e difíceis da gente da cidade, tentava reproduzir algumas, em vão, mas sabia que elas eram inúteis e talvez perigosas.

Graciliano Ramos
"Vidas Secas"

Ilustração: José Marques Campão

Nenhum comentário:

Postar um comentário