sábado, 10 de dezembro de 2016

Palco

mulher-lendo-livro-pintura-de-frank-bramley-na-tela-repro-D_NQ_NP_6805-MLB5108253645_092013-O

quando se lê um poema
tem-se um encontro
com uma cena
um dilema
um teorema
um estratagema

ás vezes começo
pelo fim
leio o último verso
até alcançar o primeiro

viro o poema do avesso
leio as estrofes ao inverso
vou sacudindo as palavras

quando se lê um poema
tem-se uma história
o infinito do poeta
sombreia os versos
o infinito de quem lê
margeia os (in)versos

Úrsula Avner

http://ursulaavner.blogspot.com.br

Ilustração: Frank Bramley

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Louis Jacques

 

Gustave-Caillebotte-Man-at-the-Window

O Louis Jacques de antigamente,
tinha olhos brilhantes
e vestidos coloridos

Louis Jacques era Madonna
Lady Gaga,J.Lo,

Britney de Break The Ice

Outro dia ele me apresentou sua esposa
Era uma menina calada e branquinha
Luís estava de barba e de óculos de aros
brancos
Suas duas meninas lindas
tinham os mesmos olhos brilhantes
e vestidos coloridos

a antiga princesinha do pop
tinha uma funda cicatriz no pulso esquerdo.

Touché

Ilustração: Gustave Caillebotte (1848-1894)

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

HAPPY HOUR

 

Resultado de imagem para amizade oleo sobre tela

Num happy hour à tarde
A noite veste-se de luar
Nos tons de blues de esquina
Solvem-se fins de tardes

Em um manto salpicado de estrelas
Surgindo na imensidão do universo
Luas colhidas em sonoros beijos da tarde

Nem mesmo a voraz escuridão
Cala aquarelas amanhecidas
Abastecidas de multidões
Em esquinas e bares da cidade

Adão Wons

Extraído do fanzine “Cotiporã Cultural”
www.adaowons.blogspot.com

Ilustração: Renoir

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

IMPRENSA ALTERNATIVA

No post de hoje,trazemos poemas extraídos da Revista Literária Plural,editada no Rio de Janeiro/RJ, gentilmente enviada pela escritora Glenda Maier.

-frente_Capa_rev_lit_plural3

VIVER
Diná Frutuoso

Viver :
Permitido aos sonhadores
com olhos na poeira
das estrelas
Proibido aos medrosos,
com as mãos ocupadas de tarefas!

-

FEELINGS
Glenda Maier

Feelings:
Suave como cetim
a música nos invade
devassando emoções.

Feelings
como unhas afiadas
a música nos corta
derramando emoções

Feelings
como arma de guerra
a música nos desestrutura
...renascemos

-

AMOR,AMOR,AMOR
Sílvio Ribeiro de Castro

Entre partir ou ficar
a desilusão e a esperança
o nosso amor,como um barco
oscila e balança..

-

HERANÇA
Márcia Leite

Recebeu como herança a cortesia dos nordestinos
-nobres de palavras e atitudes -
usava como espelho o olhar paterno
cresceu embalada a versos assombrados
por lendas do Sertão
que a seduziam entre cactos desaguados
nos detalhes dos amores proibidos
sussurados pelas tias após almoços de domingos
da mãe tomou o gosto pelas sedas
em visões usinas de saudosas
terras capixabas
que envolviam seus sonhos como sáris amorosos
refletindo em seu corpo um jeito lânguido

mas cresceu mulher e não maná
descobriu-se viajante num quase final de século
- vinte de gestos e loucuras -
tomou um trem e desceu na estação da liberdade
esbarrou em novas palavras apressadas
foi quando entalou nas roletas de saída
que o espelho lhe mostrava
e se já sabia mortes secas
soube então de outras mortes
desagou,por sua vez,todas elas numa tarde
perdeu a languidez
endureceu na modernidade

f47e8e4c3b7f856d73bbd9c0200249f7

Plural é uma revista literária bienal da Oficina Editores, organizada por Sérgio Gerônimo, que há mais de 24 anos vem incentivando, divulgando a poesia e a prosa brasileiras, e nesse percurso publicou mais de 900 poetas/prosadores. Nesta revista: Ensaios, Contos, Crônicas, Resenha de livros, Entrevistas, Teatro, Roteiro da Poesia e muita Poesia.

Conselho Editorial: Adriana Bandeira, Ana Coelho, Glenda Maier, Juju Campbell, Márcia Leite, Mozart Carvalho.

A Revista Literária Plural n° 1, organizada por Sérgio Gerônimo, foi uma das escolhidas para participar da Mostra de Revistas Literárias Brasileiras (1970/2005) em novembro de 2007, na cidade de Brasília/DF e em janeiro de 2009, na cidade de São Félix/BA, dada a sua importância no cenário cultural nacional, divulgando e reconhecendo o mérito dos autores da Oficina Editores. Recebeu, também, o prêmio de MELHOR REVISTA

http://www.oficinaeditores.com.br/revista_literaria_plural3.htm

Ilustração :  Maggie Siner (EUA, contemporânea)

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

POEMA DE AMOR SEM EXAGERO

clip_image002

Eu não te quero aqui por muitos anos
Nem por muitos meses ou semanas,
Nem mesmo desejo que passes no meu leito
As horas extensas de uma noite.
Para que tanto Corpo!
Mas ficaria contente se me desses
Por instantes apenas e bastantes
A nudez longínqua e de pérola
Do teu corpo de nuvem.

Joaquim Cardoso

Joaquim Cardoso, nascido em 1897, no Recife, morreu em Olinda em 1978.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Domínio

ALEXANDER AVERIN NICOLAJEVICH - Crianças numa praia do Mar Negro - Óleo sobre tela - 70 x 100

Desfazer os laços dos olhos
é enxergar o presente
um dia a mais,
feito sob medida
para recarregar o futuro.

Eliane Alcântara.
http://www.eliane_alcantara.blogger.com.br

Ilustração:
Alexander Averin Nicolajevich

quarta-feira, 27 de julho de 2016

LIVROS RECEBIDOS

855ec94dad98c8f601da178e906d622d

Recebi do amigo Aricy Curvello,diretamente de Serra,ES,o livro "65 Poetas,Crítica Literária Poética,coleção 50 Poemas Escolhidos Pelo Autor",de Pedro Pires Bessa,da Universidade Federal de Juiz de Fora.

A obra analisa,um a um,os 65 poetas que possuem um volume próprio na coleção "50 Poemas Escolhidos pelo Autor", das Edições Galo Branco,do Rio de Janeiro.

Conforme palavras do próprio Aricy, " a coleção foi um êxito editorial".Quase todos os poetas vivos da Academia Brasileira de Letras,estão presentes na Coleção.

As Edições Galo Branco selecionaram autores de diversos estilos e procedências.Diz Aricy Curvello que a Coleção "é tida hoje como uma boa mostra da poesia brasileira contemporânea. O livro do professor Pedro Pires Bessa vem reforçar esse juízo."

O livro "65 Poetas.." foi publicado pela editora "Ibis Libris", Rio de Janeiro,RJ,ibislibris.loja2.com.br,com prefácio de Waldir Ribeiro do Val,apresentação de Márcia Pereira.

O primeiro volume da Coleção "50 Poemas Escolhidos pelo Autor",é da poeta Yone Rodrigues e saiu em 2003 e o encerramento deu-se com a publicação do número 65,de Francisco Miguel de Moura,em 2013.

TRECHO:

"Vários tópicos poderiam ser apontados,de muito realce,em relação com essa coleção dos "50 Poemas Escolhidos pelo Autor".Um deles é que durante 10 anos,a nata da poesia brasileira contemporânea teve um excelente veículo para mostrar-se.

Outro destaque é que fica patente a riqueza imensa da poesia brasileira,que existe em todo o nosso país.Aí estão poetas de várias partes de nosso território e não apenas do Rio e de São Paulo.

Também é emocionante constatar que a poesia feminina ombreia em quantidade e qualidade com a dos homens e nossas poetas contemporâneas florescem também em todo o nosso país."

Agradecemos ao amigo Aricy Curvello pela oportunidade de nos fazer conhecer esse excelente trabalho,ele mesmo "referido e avaliado nas páginas 75 e 76".

Saiba mais em
http://decioadams.netspa.com.br/sessenta-e-cinco-poetas-critica-literaria-poetica-escrita-por-pedro-pires-bessa/

Conheça os poetas analisados em
http://www.proparnaiba.com/artes/2014/11/os-65-poetas-da-colecao-50-poemas-escolhidos-pelo-autor-2003-2014.html


Sobre o autor:
http://www.pedropiresbessa.com.br/index_arquivos/Page446.htm

 

sexta-feira, 24 de junho de 2016

REGRESSO

Para M.E.

Regresso a Lisboa

Eu regressei para os braços de alguém que me ama
Cozinhei polentas bem amarelinhas e crocantes
E servimos cerveja e ligamos o rádio para ouvir música
Uma luz fina e linda entrava pela janela e era a última

luz do crepúsculo.
Contamos piadas antigas e rimos da mesma maneira jovial de

sempre.
Nossos dedos e nossas bocas estavam engordurados
Mesmo assim nos beijamos e deixamos um pouco de cerveja

nos copos
antes de irmos para a cama.
Dormimos juntos com o gato siamês, que também era amarelo

como as polentas
Desta vez ligamos a televisão, mas logo desligamos e
voltamos a nos envolver no novelo do amor
O frio começou a entrar pela janela,
mas permanecemos despidos, principalmente nossos espíritos

estavam despidos.
Tudo ficou branco repentinamente
e nossos corpos pareciam sorvetes de morango.
Era o amor no inverno, era a última estação de nossas

vidas.
Arrumamos os cobertores e ficamos embaixo, dando beijos de

língua
Eu não sabia o que estava acontecendo
Eu apenas regressei para os braços de quem me ama
A casa ficou bagunçada; o telefone tocou, mas ninguém

atendeu
Não tínhamos mais tempo.
Alguém apagou a luz. Foi a noite que entrou e nos

encontrou
silenciosamente atirados, um nos braços do outro.
- Boa noite, querida. O anjo limpou a casa por nós...

P.M.

Paulo Mohylovski

http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=72420

https://www.facebook.com/paulo.mohylovski

Ilustração: António Tapadinhas

sexta-feira, 3 de junho de 2016

LIVROS RECEBIDOS – PÉTALAS

No post de hoje, alguns poemas extraídos do livro “Pétalas”, de Adélia Einsfeldt.

PETALAS_1376362075B

ROSAS DE TERNURA
Adélia Einsfeldt

Botões desabrocham
Encantam
Rosas desfolham
Flutuam

Pétalas ao vento
Sentimento
Perfume no ar
Cantarolar
Emoções a rolar

-

ESQUECIDO
Adélia Einsfeldt

Busquei
Encontrar o
Prazer esquecido
No passado

Descobri
Que alguém
Já havia
Enviado
Para outro
Destinatário

-

MEMÓRIA VIVA
Adélia Einsfeldt

Na mesa da cozinha
Sempre havia
Mensagens dos filhos
Lembranças de anos
Guardadas no
Baú dos recados

-

NAÚFRAGO
Adélia Einsfeldt

Pela rua caminha
Indiferente na madrugada
Sem destino
Na angústia da solidão

Nem sente
A chuva que cai
Cabelos escorridos

Naúfrago

À espera do acontecer
Ao alvorecer

-

TEMPO
Adélia Einsfeldt

O tempo instante
Desliza apressado
Nas dobras do
Vento lento

Foge por caminhos
Por onde passei

Desdobra em retalhos
Por atalhos

Nas ruas e cidades
Sem idade

Os anos que andei
Foram tantos
E no entanto
Parece que
Apenas cheguei
Ontem

-

O livro “Pétalas” de Adélia Einsfeldt, foi editado por Evangraf, Porto Alegre,2013.

Capa: Luziane Einsfeldt ; fotografia da capa de Marilise Klaus Einsfeldt

Orelha do livro assinado por Diego Pereira

O livro foi dedicado à família da autora, seu marido Erni Germano ,filhos,netos e bisnetos.

Apresentação: Ilda Maria Costa Brasil

-

Adélia de Lourdes Klaus Einsfeldt nasceu no dia 13 de abril de 1934, em Porto Alegre. Membro da IWA -International Writers and Artists Association (Associação Internacional de Escritores e Artistas-Estados Unidos)/USA, é sócia efetiva da Sociedade Partenon Literário-Porto Alegre/RS. É autora do portal Cen – Portugal e integra grupos de poesia e performance de Porto Alegre.
Na Feira do Livro de Porto Alegre em 2011, lançou “Animais se Divertem”, livro de poesia infantil. Participou de várias coletâneas: Voo -AGEI (Associação Gaúcha dos Escritores Independentes);  Palavras-AJEB (Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil);  Panorama Literário Brasileiro (Câmara Brasileira de Jovens Escritores)/Rio de Janeiro e Arabescos- VirArte (Santa Maria/RS).  No Epoema-Bolsilivro virArte, seu poema foi escolhido para título do livro e consta na contracapa. Também consta na Agenda 2013 virArte (Santa Maria) e Poemando o Brasil (Aracaju/SE).

Venceu alguns concursos de poesia, como o Histórias do Trabalho, promovido pela Prefeitura Porto Alegre; Fragmentos Urbanos, da  Cia. Carris, com poema em cartões postais da Capital; V Concurso Cultural FECI Internacional- Mérito Cultural Poético; e Sport Club Internacional- Porto Alegre/RS.
-
Contato com a autora: adeliaeinsfeldt@yahoo.com.br

terça-feira, 3 de maio de 2016

DIA DOS NAMORADOS














Pétalas vermelhas
Espalhadas no teu corpo,
É S. Valentim!

Jam
by JAM @

*

A forma mais curta de ver o mundo

O haiku é a arte de dizer o máximo com o mínimo. Cada haiku capta um momento de experiência, um instante em que o simples subitamente revela a sua natureza interior e nos faz olhar de novo o observado, a natureza humana, a vida.( Jam: José A. Martins - email: j_a_martins@yahoo.com)-http://mundohaiku.blogspot.com

Ilustração: Georgia Lobo
https://www.pinterest.com/ge111/georgia-lobo-minhas-pinturas-my-paintings/


segunda-feira, 28 de março de 2016

DEVAGAR E SEMPRE














Esfria a cabeça, aquece a alma. No cotidiano vicioso, entre o stress e a vitalidade, poucas pessoas vêem com clareza,as várias tonalidades de suas próprias imperfeições.

Cecília Fidelli 
em: "Ponto de Vista"


Saiba mais em http://ceciliafidelli.blogspot.com.br/
Ilustração: Adams Alonzo

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

E-BOOK VERSOS LIVRES




Confira a versão em ebook da edição nº 02 do fanzine Versos Livres, disponível para leitura em http://www.calameo.com/read/0020329460d0816d34e69

O e-book pode ser baixado gratuitamente em http://abelhas.pt/touche.sp/FANZINE+VERSOS+LIVRES/VERSOS+LIVRES+2,127552411.pdf

Nesse número foram publicados poemas de Isabel Borazanian,Pedro Jorge,Touché,José Alaércio,Rubens de Oliveira Santos.E também, de Emerson Oliveira,Célia Regina,Nefert Irã,Pedro Dias Gonçalves,Valéria L. Santos,Rodrigo César e Aristides Castelo Hanssen .

O fanzine trazia ainda uma coluna de livros e publicações recebidas e uma outra coluna chamada Amostra Grátis, que trazia trechos dos materiais recebidos :

Confira o seu conteúdo ;já publicado por aqui,em