segunda-feira, 24 de outubro de 2016

HAPPY HOUR

 

Resultado de imagem para amizade oleo sobre tela

Num happy hour à tarde
A noite veste-se de luar
Nos tons de blues de esquina
Solvem-se fins de tardes

Em um manto salpicado de estrelas
Surgindo na imensidão do universo
Luas colhidas em sonoros beijos da tarde

Nem mesmo a voraz escuridão
Cala aquarelas amanhecidas
Abastecidas de multidões
Em esquinas e bares da cidade

Adão Wons

Extraído do fanzine “Cotiporã Cultural”
www.adaowons.blogspot.com

Ilustração: Renoir

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

IMPRENSA ALTERNATIVA

No post de hoje,trazemos poemas extraídos da Revista Literária Plural,editada no Rio de Janeiro/RJ, gentilmente enviada pela escritora Glenda Maier.

-frente_Capa_rev_lit_plural3

VIVER
Diná Frutuoso

Viver :
Permitido aos sonhadores
com olhos na poeira
das estrelas
Proibido aos medrosos,
com as mãos ocupadas de tarefas!

-

FEELINGS
Glenda Maier

Feelings:
Suave como cetim
a música nos invade
devassando emoções.

Feelings
como unhas afiadas
a música nos corta
derramando emoções

Feelings
como arma de guerra
a música nos desestrutura
...renascemos

-

AMOR,AMOR,AMOR
Sílvio Ribeiro de Castro

Entre partir ou ficar
a desilusão e a esperança
o nosso amor,como um barco
oscila e balança..

-

HERANÇA
Márcia Leite

Recebeu como herança a cortesia dos nordestinos
-nobres de palavras e atitudes -
usava como espelho o olhar paterno
cresceu embalada a versos assombrados
por lendas do Sertão
que a seduziam entre cactos desaguados
nos detalhes dos amores proibidos
sussurados pelas tias após almoços de domingos
da mãe tomou o gosto pelas sedas
em visões usinas de saudosas
terras capixabas
que envolviam seus sonhos como sáris amorosos
refletindo em seu corpo um jeito lânguido

mas cresceu mulher e não maná
descobriu-se viajante num quase final de século
- vinte de gestos e loucuras -
tomou um trem e desceu na estação da liberdade
esbarrou em novas palavras apressadas
foi quando entalou nas roletas de saída
que o espelho lhe mostrava
e se já sabia mortes secas
soube então de outras mortes
desagou,por sua vez,todas elas numa tarde
perdeu a languidez
endureceu na modernidade

f47e8e4c3b7f856d73bbd9c0200249f7

Plural é uma revista literária bienal da Oficina Editores, organizada por Sérgio Gerônimo, que há mais de 24 anos vem incentivando, divulgando a poesia e a prosa brasileiras, e nesse percurso publicou mais de 900 poetas/prosadores. Nesta revista: Ensaios, Contos, Crônicas, Resenha de livros, Entrevistas, Teatro, Roteiro da Poesia e muita Poesia.

Conselho Editorial: Adriana Bandeira, Ana Coelho, Glenda Maier, Juju Campbell, Márcia Leite, Mozart Carvalho.

A Revista Literária Plural n° 1, organizada por Sérgio Gerônimo, foi uma das escolhidas para participar da Mostra de Revistas Literárias Brasileiras (1970/2005) em novembro de 2007, na cidade de Brasília/DF e em janeiro de 2009, na cidade de São Félix/BA, dada a sua importância no cenário cultural nacional, divulgando e reconhecendo o mérito dos autores da Oficina Editores. Recebeu, também, o prêmio de MELHOR REVISTA

http://www.oficinaeditores.com.br/revista_literaria_plural3.htm

Ilustração :  Maggie Siner (EUA, contemporânea)